O que é ANBCB?

Missão

Representar e defender os direitos dos Analistas do Banco Central do Brasil, restabelecendo o cargo no topo do executivo federal e reforçando a instituição como essencial ao Estado e à sociedade brasileira.

O que é a ANBCB?

 A Associação Nacional dos Analistas do Banco Central do Brasil – ANBCB, pessoa jurídica de direito privado, organizada pela livre associação de pessoas com afinidades de interesses, para fins não econômicos, é uma associação civil de âmbito nacional, que congrega todos os membros ocupantes do cargo de Analista do Banco Central do Brasil, regendo-se na forma e condições estabelecidas em Estatuto.

A ANBCB buscará a cooperação com outras entidades na defesa dos interesses de seus associados;

Nossos Valores

A atuação da ANBCB deve estar pautada nos seguintes princípios e valores:

I – gestão participativa e apartidária possuindo, seus associados, direito irrevogável a voz e a voto;

II – respeito incondicional à vontade, à opinião e ao sentimento da maioria dos associados;

III – agilidade e eficiência administrativas, buscando-se a ampla participação dos associados mediante consultas por meios eletrônicos, rápidos e legítimos;

IV – estímulo à renovação periódica de poder e à participação de associados na assunção de cargos de gestão;

V – transparência política, administrativa e financeira;

VI – proibição de utilização da Associação para fins políticos e partidários e interesses que não sejam afetos ao cargo de Analista do Banco Central do Brasil;

Nossos Objetivos

A ANBCB atuará com os objetivos de:

I – promover a valorização e resguardar o exercício autônomo das atribuições legais dos membros integrantes do cargo de Analista do Banco Central do Brasil, tendo em vista a consecução da missão institucional do Banco Central do Brasil;

II – buscar de forma contínua a compatibilidade das atribuições e prerrogativas típicas de Estado, privativas dos membros ocupantes do cargo de Analista do Banco Central do Brasil, com suas condições e estrutura de trabalho, suas responsabilidades e remuneração;

III – defender o concurso público como forma exclusiva de ingresso ao cargo de Analista do Banco Central do Brasil; e

IV – representar e defender, judicial e extrajudicialmente, os interesses e direitos individuais, coletivos e individuais homogêneos dos associados, relativos a suas atividades profissionais e compatíveis com os interesses gerais da categoria, perante autoridades administrativas e judiciárias, podendo, inclusive, propor ações judiciais ad referendum da Assembleia Geral, salvo na hipótese de defesa de direito singular, que será exercida mediante autorização do interessado.

Ainda, temos como propósitos complementares desta Associação:

I – incentivar e promover o aperfeiçoamento técnico e científico de seus associados;

II – prestar serviços e benefícios aos associados e seus dependentes;

III – promover a integração social entre os associados;

IV – incentivar a cooperação técnica e funcional, de estudos e trabalhos entre os Analistas do Banco Central do Brasil;

V – atuar e apoiar as iniciativas voltadas para o aprimoramento das condições de trabalho dos associados;

VI – organizar e administrar, direta ou indiretamente, cooperativas, grupos de poupança, de seguros, clubes de lazer, capitalização, seguridade social e aquisição de bens e serviços em geral, de adesão voluntária e em favor dos associados, de seus dependentes e familiares, consoante regulamento aprovado pela Diretoria, ouvido previamente o Conselho Fiscal;

VII – publicar ou patrocinar a publicação de trabalhos e obras de interesse dos Analistas do Banco Central do Brasil, podendo, para tanto, valer-se de parcerias com a Administração do Banco Central do Brasil ou com outras entidades públicas e privadas;

VIII – buscar a integração e parceria com outras associações civis nacionais e internacionais, especialmente as representativas das atividades de regulação econômica, autoridade monetária e supervisora do mercado financeiro.

Scroll Up